ciea11 mini banner 1

Mesas-Redondas

Lugares de Fala, entre História e Memória

  • Raquel Lima
    CES, UC
    .
  • Solange Macamo
    Universidade Eduardo Mondlane
    .
  • German Santana Perez
    UPL-Gran Canaria
    .
  • António Correia e Silva
    Universidade de Cabo Verde
    .

Oradores convidados:
Raquel Lima (CES, UC)
Solange Macamo (Universidade Eduardo Mondlane)
German Santana Perez (UPL-Gran Canaria)
António Correia e Silva (Universidade de Cabo Verde)

Tendo em conta a vasta produção textual e a discussão sobre os temas em agenda, pretende esta mesa-redonda fazer uma discussão cruzada sobre as diferentes escolas que têm refletido sobre o conceito e ir buscar à história e à memória a possibilidade metodológica de construção de um diálogo entre perspetivas distintas que permita alargar os diferentes campos que a discussão vem atingindo no âmbito dos Estudos Africanos. Um dos objetivos da mesa redonda é o de suscitar uma plataforma de debate amplo recebendo as contribuições de diversos atores sociais para que o conhecimento situado possa dar lugar ao preenchimento de espaços vazios, esclarecer as condições de produção do discurso sobre o continente africano e as suas diásporas, agência, experiência e representatividade das vozes que se cruzam e conflituam. Tomando como enunciado a noção de que o lugar de fala muitas vezes modifica a natureza epistemológica do discurso (histórico, de memória, do diverso), urge mapear as margens e encontrar na história os desafios para a construção de novos discursos. Lugar de fala pode transformar-se em lugar de escuta com o espaço aberto à clarificação do pensamento entre passado e presente.

 

Trânsitos e diásporas entre continuidades e mudanças

  • Hélder Bahu
    ISCED-Huíla
    .
  • Alberto López Bargados
    Universitat de Barcelona
    .
  • Mariana Candido
    University of Notre Dame
    .
  • Jorge Malheiros
    IGOT-UL
    .

Oradores convidados:
Hélder Bahu (ISCED-Huíla)
Alberto López Bargados (Universitat de Barcelona)
Mariana Candido (University of Notre Dame)
Jorge Malheiros (IGOT-UL)

Eixos estruturadores tanto da modernidade quanto da contemporaneidade global, os trânsitos e as diásporas africanas são também ‘territórios’ que resistem a mapeamentos totalizantes e a narrativas homogeneizadoras. Exigem cartografias móveis, sem que se abdique, porém, de perspetivas de longa duração e larga escala, capazes de mostrar que África sempre esteve no mundo, pondo em circulação os seus saberes e as suas práticas culturais. Frente à grande presença de pessoas africanas e afrodescendentes em todos os países, que cada vez mais reivindicam múltiplas pertenças e identidades, pretende-se debater continuidades e mudanças relativas a sujeitos e contextos, bem como a agendas disciplinares desta área fulcral para os Estudos Africanos contemporâneos. Num momento de radicalização global do poder de exclusão das fronteiras - externas e internas aos Estados – e frente aos surtos neo-nacionalistas visíveis em diversas latitudes, torna-se urgente repensar o papel ao mesmo tempo conectivo e disruptivo da mobilidade e dos trânsitos africanos e afrodescendentes, revalorizando a ‘fronteira’ enquanto ponte e zona de contacto entre pessoas, culturas e sociedades.

 

Agendas e Imaginários da Cooperação e do Desenvolvimento

  • Clara Carvalho
    CEI-IUL e AEGIS
    .
  • Manuel Ennes Ferreira
    ISEG/UL
    .
  • Albert Roca
    GESA e GIEDEM,
    Universitat de Barcelona
  • Odete Semedo
    Universidade Amílcar Cabral
    .

Oradores convidados:
Clara Carvalho (CEI-IUL e AEGIS)
Manuel Ennes Ferreira (ISEG/UL)
Albert Roca (GESA e GIEDEM, Universitat de Lleida)
Odete Semedo (Universidade Amílcar Cabral)

A cooperação e o desenvolvimento, nas suas múltiplas versões, remetem-nos cada vez mais para interrogações incómodas sobre erros. Erros de abordagem, propostas e atos falhados, perspetivas marcadamente centradas no crescimento. A experiência passada ilumina vícios de dominância, a experiência presente encobre-os tantas vezes na bondade das Agendas. A esperança anima-se hoje na crescente emergência de movimentos por um mundo melhor, manifestações da consciência da necessidade de agir para a mudança, por direitos, por justiça, pela sustentabilidade, para a paz. Urgem caminhos novos, que salvaguardem a realização humana e o futuro do planeta. Esta mesa-redonda pretende ser um espaço de debate sobre a complexidade destas questões.

 

 

 

Abreu Events

Para informações gerais sobre o congresso, incluindo o registo, por favor contacte-nos:
 Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
 (+351) 21 415 6124

Organização

logos organizacao 5